sábado, 21 de outubro de 2017

GABARITO PARA SARRAFEAMENTO DE MADEIRA - JIG TO CUT WOOD.


GABARITO PARA SARRAFEAMENTO DE MADEIRA:

- MATERIAL UTILIZADO:

- MADEIRAS:
Angelim e Gonçalo Alves (madeiras de reaproveitamento).

- FERRAGENS:
Presilhas em aço (confeccionada por um Torneiro Mecânico);
Dois grampos inutilizados, onde foram reaproveitadas as peças de aproximação e aperto;
Parafusos com cabeças sextavadas, arruelas e parafusos para madeira.



- PEÇAS "MACHO E FÊMEA" - PARA MELHOR FIXAÇÃO À MADEIRA:


                                     







 - COLAGEM DA BASE:

 

 - FURAÇÕES:

 


 - A PEÇA CORRE SOBRE OS REBAIXOS DA MESA DE CORTE - FUNCIONANDO COMO UM TRILHO:
 







COMENTÁRIOS: Gabaritos ou Jig são utilizados na Marcenaria para alcançar produtividade em cortes sequenciais; aprimorar ou melhorar a usinagem circular, reta, angular, rebaixos e etc. Em algumas situações podem substituir com maestria maquinários que não possuímos.
   Este gabarito é "bem rodado" na WEB. Fácil de ser construido e, dificilmente - respeitados os esquadrejamentos das peças; angulações e esquadros - não darão bons resultados. Fator importante na confecção de gabaritos, sem sombra de dúvidas, é a segurança. Este tópico não pode ser relegado a segundo plano sob hipótese alguma.
   Este foi feito para atender minhas necessidades. Para tanto, foi projetado para usinagens de peças de 30mm de largura (mínima) a 90mm (máxima) e 25mm de espessura - comprimento indefinido. É possível a usinagem em ângulos (no máximo 30º). Estas medidas não são aleatórias; Além de serem bem próximas das quais mais utilizo ela permite cortes seguros com as peças bem fixadas e firmes junto à base. Ela terá um Upgrade: No centro de sua base será fixado outro grampo; Esta modificação tem o intuito de usinar peças pequenas (no comprimento), onde o segundo ponto de fixação não é alcançado.
Desejo a todos que por aqui passarem um grande abraço e agradecimentos.

sábado, 23 de setembro de 2017

FLOREIRAS - HANGING GARDEN


JARDINEIRAS - MADEIRA DE REAPROVEITAMENTO.

MADEIRAS: 

- Ipê - esqueleto da janela;
- Angelim - fundo das jardineiras e cercas; também utilizada no preenchimento dos nichos.
- Pinus - flores, caule, folhas e vasos

ACABAMENTO:

- Angelim - Tingidor "tabaco";
- Pinus - Tingidor anelina dissolvida em alcool; 
- Stain Preservante.



  





COMENTÁRIOS: A janela foi negociada com um carroceiro (personagens que retiram objetos e entulhos das residências que requerem seus serviços - muito comum na Zona Oeste do Rio de Janeiro - com quem fiz um "convênio" (mensalmente ele me fornece peças e objetos que se transformariam em lixo). 
      Depois de desmontada foram retirados os vidros e as ferragens, e com uma esmerilhadeira (lixas grão 40 e 80) retirei a pintura (prata); a partir daí, com o esboço do que eu queria para as peças, executei a montagem e acabamento.
     As peças são exclusivas e para serem negociadas (inclusos parafusos e buchas para fixação) - R$ 280,00 o par. 
   Devido a dificuldade com frete e seu custo, além de preferir que prováveis interessados vejam as peças antes da aquisição, estarei negociando somente para o Rio de Janeiro. Ocasião que encontraremos a melhor maneira para a entrega. O contato poderá ser concretizado mediante e-mail: ururahy@superig.com.br ou através dos comentários.
Um forte abraço a todos.

domingo, 14 de maio de 2017

QUADRO EM MARCHETARIA - CAVALO E FERRADURA - HORSE AND HORSESHOE MARQUETRY

 QUADRO EM MARCHETARIA:

A todas as Mães do mundo meu eterno agradecimento.
A humanidade existe através deste dom dado por Deus. Elas fizeram a história, contaram estórias, viveram histórias e continuarão fazendo tudo com o mesmo desempenho, porém, de forma distinta.

      Fiz este quadro e presenteei minha Mãe. Tempos atrás ela comentou sobre um dos primeiros trabalhos que fiz: Um quadro em Marchetaria que representava o perfil de um cavalo (imagem abaixo),
 



que ela havia gostado muito. Deparei-me, no "Pinterest", com este desenho e, resultado de pouca inspiração aliado à falta de tempo, aproveitei-o para transformá-lo em algo que daria um bom resultado na técnica escolhida. Gostei! E, o mais importante, foi do seu agrado.

COMPOSIÇÃO:

-  Substrato - madeira (Caxeta): Pedaço de uma prancha eliminada (ponta) por estar danificada (desnivelada e rachada). Um bom trabalho de  aparelhamento e esquadrejamento deixou-a perfeita;

 - Perfil do cavalo e ferradura: madeira (Freijó), encontrada no lixo (porta de uma escrivaninha - imagino);

- Folheado: Pré-composto Ébano.

ACABAMENTO:

- Seladora: Goma laca;
- Cera (Cera de Carnaúba, Cera de Abelha e Parafina, diluídos em aguarráz).

 











CONSIDERAÇÕES: Sem fotos do passo a passo. Realmente tenho tido muito pouco tempo para praticar este hobby, muito além do que gostaria.  Estou envolvido, até o pescoço, com meu trabalho (troca de secretária, saída de um grande companheiro e, outras atividades estressantes e inerentes à crise político-económica).
Esta peça foi confeccionada "a toque de caixa" (início dos trabalhos: meados da tarde de sábado, e finalizado ao final da noite do mesmo dia); inclusive, desrespeitei o designe que entendi seria o mais conveniente. Mas, precisava presentear minha Mãe. Não algo qualquer adquirido em uma loja, sem a plena certeza que seria de seu agrado. Não algo fadado ao fundo de uma gaveta ou armário. Precisava de uma lembrança marcante e que me trouxesse satisfação ao entregá-lo.
Lembrei de minha distante infância - onde as mestras ajudavam-nos a construir o presente que seria dado às Mães nesta data, e esta foi a principal inspiração para o projeto.
Atualmente estou envolvido (poucas horas semanais) no primeiro projeto de carpintaria que, breve, espero estar apresentando a vocês.
um forte abraço a todos.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

BANDEJA EM MADEIRA REAPROVEITADA - TRAY REAPROVED WOOD

MATÉRIA PRIMA:

- Pinus (desmonte);
- Angelim (desmonte);
- MDF 03mm;
- Folheado de Freijó Natural (revestimento inferior).

ACABAMENTO:

- Goma Laca (seladora);
- Cera para peças marchetadas.

DIMENSÃO:

435,00mm X 335,00mm






 COMENTÁRIOS: Peça encomedada pela Sra. Hilda da cidade do Rio de Janeiro na forma em que foi projetada. A proprietária solicitou algo simples e rústico, que tivesse como fundo madeira com os veios aparentes. O esboço foi aprovado a peça será entregue amanhã. Espero que seja do seu agrado e que fique totalmente satisfeita com o resultado. A propósito: não houveram fotos do passo a passo (o calor aqui no Rio era algo  fora de qualquer padrão que eu esteja acostumado). Pegar máquina fotográfica com as mãos suadas e sujas é um convite a ter que adquirir outra. A novidade se deu no pegador projetado e confeccionado aqui na oficina. Contudo, muito trabalhoso e sem custo benefício; É bem mais prático adquirí-lo pronto.
Um abraço a todos que aqui passarem.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

BANDEJA E PORTA-COPOS - MARCHETARIA DE BLOCO -TRAYS AND SUPPORTS FOR CUPS - BLOCK MARQUETRY.


MATÉRIA PRIMA:

- Canela  (desmonte);
- Pinus (madeira de obras);
- Cerejeira;
- MDF 03MM.

ACABAMENTO:

- Goma Laca (seladora);
- Óleo Mineral;
- Cera para peças marchetadas.

DIMENSÕES:

- Bandeja: 398mm X 498mm. 
- Porta-copos: 95mm X 95mm 












COMENTÁRIOS: Este projeto foi feito sob encomenda para a Sra. Aline do Estado do Rio de Janeiro. Não fotografei o passo a passo, pois o projeto é similar ao já confecionado anteriormente. Link: http://marchetariaururahy.blogspot.com.br/2015/07/madeira-de-demolicao-segmentada-bandeja.html. As fotos não espelham a realidade da peça -  ficou maravilhosa, com exceção das medidas que ficaram 02mm a menor do solicitado. Tal diferença se apresentou no esquadrejamento da peça (preferi mantê-la no esquadro em detrimento das dimensões). Espero que seja do agrado da proprietária e que ela fique completamente satisfeita com a aquisição.
Um abraço a todos que aqui passarem.

sábado, 24 de dezembro de 2016

BANDEJAS E PORTA-COPOS PARA CAFÉ DA MANHÃ - MARCHETARIA DE BLOCO - TRAYS AND SUPPORTS FOR CUPS/ BREAKFAST - BLOCK MARQUETRY.


MATÉRIA PRIMA:

- Garapa (desmonte);
- Roxinho (desmonte);
- Peroba (desmonte);
- MDF - 06mm;
- Compensado 15mm (desmonte).

Medida: 
Bandeja: 335,00 x 235,00mm
Suporte para copos: 90,00 x 90,00mm









Confeccionando o "miolo" que serão os quadros para a formação do tampo das bandejas:



Montagem:



Cortes para as molduras dos suportes para copos:


Corte em meia esquadria para as molduras das Bandejas:


Colagem das molduras às Bandejas:


Esquadrejando as peças:


Furação para instalação dos pegadores:


Instalação dos pegadores:


Esquadrejando os suportes para copos mediante abrasão:


Aplicando óleo mineral:


Aplicando cera para peças Marchetadas:



COMENTÁRIOS: As peças foram confeccionadas (total de 30) através de uma encomenda.
O projeto foi feito baseado em solicitações do encomendante. A princípio foi criado um protótipo para aprovação (algumas modificações foram efettivadas). Entendo que o visual ficou muito bom. Contudo, não utilizaria novamente as folhas de compensado - as irregularidaes inerentes ao material apresentaram falhas que necessitaram de reparos, resultando mão de obra excedente além de muita perda de matéria prima. 
Desejo a todos que por aqui passarem um Natal que una todos os familiares e amigos ao Aniversariante. E que Ele esteja sempre presente em nossas vidas, em nossos atos e em nossos objetivos, aprovando-os.

domingo, 27 de novembro de 2016

ADAPTANDO PLACA DE LIXA NO ESMERIL/ LIXADEIRA DE CINTA - ADAPTING SANDPAPER ON THE GRINDER/ BELT SANDER


Adaptação de uma placa de lixa a um motor de esmeril combinado com uma lixadeira de cinta fixada ao motor (peça original de fábrica):

- Não fotografei a ferramenta antes da transformação. Mas, é muito fácil imaginar seu estado original: No lugar da placa de lixa existia uma pedra de esmeril.
O tampo da ferramenta transformada é constituído de MDF (19 - laminado branco e preto; 09 e 06 mm - cru).
A seguir o projeto:
Parte frontal da ferramenta: Com o projeto passou a ser a lateral da ferramenta, ficando a lixa de cinta frontal ao manejo.



Parte lateral da ferramenta: Com o projeto passou a ser a parte frontal da ferramenta, e ao manejo da lixa circular.





Adesivo do fabricante:
Características e especificações do motor:


Corte da chapa de MDF:


As rebarbas deixadas sobre a face frontal em razão do corte:

Dica rápida:
Com uma fita crepe cobrir toda a área de corte (frente e verso);


O corte será executado sobre a fita crepe.
Resultado excelente (foto seguinte).
Mais barato do que a lâmina para cortes em MDF. Mais rápido do que trocá-la (caso a tenha).



Corte da chapa (cedrinho) para apoio da ferramenta: Esta chapa acabou não sendo utilizada, pois o topo da bancada, por erro inicial na medida, se posicionaria acima do centro da placa (quem conhece a ferramenta sabe o que acarretaria).


Alongador para o eixo: Outra medida que saiu errada; nas fotos a seguir verão que tive que colocar outra roela para preencher o espaço entre a placa de lixa e o motor. Acredito que a pequena trepidação seja resultado deste alongamento (será retificado na primeira oportunidade).

Etapa similar à colocação de fita de bordo; utilizo folheados de madeira para substituir aquele acabamento. Acho até mais apropriado, pois não fica aquela parte branca do plástico visível.


Furação para posicionar o motor à mesa:



Confecionando as placas de lixa:


O jig para o corte:


Fixação do alongador do eixo à contraplaca:


A placa foi torneada, utilizando o próprio projeto, para tornar o círculo perfeito em relação ao eixo.


Perdi o centro da peça. Fiz a furação com broca de 12mm. Contudo, seria necessário obter a furação/ rebaixo de uma polegada (primeiramente). Olha no que deu:
- Primeira etapa: fechar o furo de 12mmm;



Achar o centro da peça:
Dica rápida: É bem simples. Por se tratar de um desenho físico não será necessário a utilização de fórmulas.
São traçadas duas linhas paralelas (parte de baixo e de cima do círculo).
Estas linhas, obrigatoriamente, terão a mesma medida.
Após, é só ligá-las em forma de "x". O Encontro dessas linhas é o centro da peça.



Furação de uma polegada para embutimento da porca que fixa o conjunto ao eixo do motor:

                                        

Embutindo porcas à placa de lixa para fixação à contraplaca.
Espessura da placa: 06mm



Placa fixada à contraplaca e, por sua vez, fixada ao motor.


O embutimento das porcas foram simétricos para evitar desbalanceamento da placa em alto giro.


Colagem das lixas às placas. Utilizei lixa grão 80 e grão 120, para desbastes e acabamentos.
Utilizei lixas para metal (ferro), neste caso terá maior durabilidade.




Jig para corte em graus de uma BT 1800 que me foi dado por um cliente juntamente com a bancada; com essa bancada pretendo inverter a tupia (falta o projeto - quem tiver: aceito ou negocio).




As placas podem ser substituídas em razão dos desgastes naturais pelo uso, bem como para utilização de placas com grãos diversos.

Esta marcação permite encontrar os furos para fixação dos parafusos de maneira fácil, rápida e eficaz.


                                     


Para fixação do jig para ângulos, fiz um rebaixo no MDF que não permite folgas ao exercer sua função.


Peça lixada pela máquina. Pefeita e rápido desbaste. Mas, muita poeira; Terei que providenciar furação para instalar aspirador de pó.


Considerações: Este projeto é resultado de vasta pesquisa para encontrar um forma prática e eficaz para confeccionar esta adaptação. Dentre as inspirações devo apontar os projetos de Rodrigo Pioto - Marceneira Amadora e Toninho (Arteirinho), com um toque especial de Osvaldo Ururahy - Marchetaria Ururahy (que vos fala ou escreve - se preferirem). Claro! que não é uma lixadeeeeeeiiiiiiira. Mas, terá sua utilidade enquanto sua estrutura não empenar ou desgastar.

Um grande abraço a todos.